Fadiga mental? Excesso de videoconferências na pandemia sobrecarrega o cérebro, diz estudo

No segundo relatório Índice das Tendências de Trabalho, a Microsoft analisa a experiência dos trabalhadores remotos, que há quatro meses vivem em uma rotina de trabalho muito distinta, pelo menos para a maioria, das que estavam habituados até o início deste ano. Segundo a pesquisa da gigante de tecnologia, o trabalho remoto promoveu empatia entre a equipe e provavelmente se tornará parte de um modelo de trabalho híbrido no futuro, entretanto, uma estrutura ergonômica e a fadiga causada pelo espaço dividido e as longas horas de videoconferências, continuam sendo um desafio para os colaboradores que trabalham em casa.

A pesquisa realizada pela Microsoft parte da seguinte pergunta: as reuniões remotas de trabalho e vídeo realmente sobrecarregam nosso cérebro mais do que o trabalho pessoal? E a resposta é clara: sim.

A ciência confirma o que as ondas cerebrais revelam: a fadiga da reunião remota é real.

Leia a matéria completa em https://cio.com.br/fadiga-mental-excesso-de-videoconferencias-na-pandemia-sobrecarrega-o-cerebro-diz-estudo/

Outros artigos sobre esse assunto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Newsletter willianrdg.com.br
Assine a newsletter e receba as atualizações do blog no seu e-mail.