Burnout – por que devemos falar e como evitar esse tabu

Em 2019, a Síndrome de Burnout entrou para a lista de doenças classificadas pela Organização Mundial da Saúde. Ela está diretamente relacionada ao trabalho, como resultado de um estresse crônico, exaustão, entre outros. Você já deve ter conhecido alguém que sofreu ou sofre com essa síndrome – apenas no setor de saúde, a estimativa é de que um em cada seis profissionais apresentem sinais de Burnout, de acordo com uma pesquisa do Instituto D’or.

Neste episódio de Cooltura, websérie da StartSe, Juliana Alencar, sócia e líder de cultura na StartSe, elenca quais são os principais sintomas do Burnout e como evitá-lo. Confira:


Fonte: StartSe
Veja também:

2 comentários sobre “Burnout – por que devemos falar e como evitar esse tabu

  1. Pingback: A importância de uma gestão por contexto – Blog Willian Rodrigues

  2. Pingback: Tédio no trabalho? Pode ser a Síndrome de Boreout – Blog Willian Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.