gestão

Microgerenciamento: aprenda a se livrar desse problema

Microgerenciamento. À primeira vista, a palavra parece que provém de algo positivo, algum tipo de gerenciamento funcional. Entretanto, o microgerenciamento é um dos grandes erros que um administrador pode cometer em termos de gestão de pessoas.

Especificamente, microgerenciamento é um tipo de gestão em que o chefe, diretor ou gerente pratica um excessivo controle sobre sua equipe. Este tipo de gerenciamento é um dos maiores causadores de desmotivação, estresse, revolta, inibição de talento e desânimo dentro das empresas.

O ponto cego dos líderes no Brasil: seus próprios funcionários

Há 20 anos a McKinsey realiza um estudo global sobre a saúde organizacional, o “Organization Health Index”. O objetivo é identificar as respostas escondidas nas organizações sobre os desafios na gestão de pessoas.

Uma das conclusões do estudo no Brasil é que há uma grande diferença entre a visão dos líderes e dos colaboradores quanto a vários fatores que compõem a saúde organizacional de uma empresa.

Chefes desconfiados e controladores derrubam produtividade no país

A baixa produtividade nas empresas brasileiras está mais relacionada a fatores culturais do que a falhas na educação formal. A falta de confiança endêmica dentro e fora das organizações cria uma distância muito grande entre quem está no topo planejando tarefas e quem as executa no dia a dia. Essa realidade afeta a nossa produtividade e nos derruba nos rankings globais de inovação, uma vez que a desconfiança faz com que gestores não dividam metas e não acreditem que as pessoas sejam capazes de dar conta do recado. O resultado é uma gestão baseada em controles excessivos que acabam inibindo a criação de algo realmente novo.

Newsletter willianrdg.com.br
Assine a newsletter e receba as atualizações do blog no seu e-mail.